Dia das mães? Da minha sim!

Segundo domingo de maio, dia muito especial para todos ao redor do mundo já que é comemorado o dia de uma das pessoas mais importante de nossas vidas,certo? Bom para nossa família sim. E para outras nacionalidades que moram aqui na Argentina também. Mas para os argentinos não!

Nenhuma manifestação por parte da televisão, nenhuma publicidade das telefonias celulares, ninguém andando com ramalhetes de flores, restaurantes com movimento normal, nenhum bilhete e festinha nas escolas. Minha mãe já estava ficando intrigada! Pois bem: o dia das mães aqui na Argentina ( e pelo que consta em nossas pesquisas, somente aqui mesmo) é comemorado no terceiro domingo de outubro.

Como o assunto do post de hoje é esse, aproveito para contar um pouco a respeito das famosas mães da Plaza de Mayo, que são tão emblemáticas e respeitadas por aqui.

São mulheres que se reúnem na Praça de Maio ( localizada em frente a Casa Rosada) para exigirem notícias de seus filhos desaparecidos durante a ditadura militar argentina (1976 – 1983). Alguns pais, considerados subversivos, tiveram seus filhos retirados de sua guarda e colocados a adoção durante os cinco anos de ditadura. Quando esta chegou ao fim, muitos filhos estavam sob a guarda de famílias militares. A situação é retratada no filme La historia oficial , o primeiro da América Latina a vencer o Oscar de melhor filme estrangeiro, que mostra uma manifestação do grupo.

Ainda hoje, todas as quintas-feiras, as mães realizam manifestações na Praça de Maio , buscando manter o desaparecimento de seus filhos vivo na memória de todos os argentinos.

Tive a oportunidade de vê-las recentemente na Feira do Livro e nota-se que são mulheres que sofreram e sofrem muito até hoje por seus filhos.

Apesar de não ser comemorado, fizemos a nossa própria festa com a promessa, a nossa mãe, de que voltaremos a celebrar em outubro (coincidentemente a festividade cairá no mesmo dia de seu aniversário). Aproveito aqui, então, para deixar o meu Feliz Dia das Mães a ela e a todas, conhecidas ou não, que são tão importantes para nós!

 

Anúncios