Águas de Março

De volta a terras argentinas!

Tirar férias é sempre muito bom, ainda mais quando vamos a terrinha querida, cheia de comidinhas de avó e tias, mimos de primos e a minha querida praia de Copacabana! Mas acabou o bem bom e voltamos a nossa rotina portenha.

Para alguns o post de hoje soará meio brega, piegas talvez, mas não posso deixar o fato passar.

Na semana passada assistia a tv local quando uma matéria me chamou a atenção: uma geleira do sul da Argentina começava a se romper. Até então não sabia se isso era normal ou fruto do aquecimento global. Parei para ver e realmente se tratava de um lindo fenômeno da natureza. Mudei de canal. O mesmo assunto. E isso aconteceu em exatamente todos os noticiários de todos os canais. Resolvi me aprofundar no assunto…

Geleira Perito Moreno se estende desde o Campo de Gelo Patagônico Sul, na fronteira entre Argentina e Chile, até o braço sul do Lago Argentino, possuindo cinco quilômetros de largura e 60 metros de altura. Seu nome é uma homenagem a Francisco Pascasio Moreno, criador da Sociedade Científica Argentina e um renomado pesquisador da região austral daquele país. O glaciar é considerado uma das reservas de água doce mais importantes do mundo.

É uma das geleiras mais imponentes e já foi chamada de a “oitava maravilha do mundo”, devido à vista que se tem de seu topo. Localizada em uma zona rodeada por bosques e montanhas, está dentro do Parque Nacional Los Glaciares, criado em 1937 na Província de Santa Cruz, localizada ao sul da Argentina. Esse parque, de 724.000 hectares possui um total de 356 geleiras.

Em diversos pontos de sua extensão, a geleira represa as águas do Lago Argentino, fazendo com que esse atinja uma altura de até 30 metros. Neste ponto a água começa a fazer pressão sobre o gelo. Essa pressão cria um túnel com uma abertura de mais de 50 metros, por onde as águas do Rio Braço acabam descendo até o Lago Argentino. A pressão da água provoca um desabamento na borda da geleira, formando um espetáculo incrível. Esse processo se repete ao longo de intervalos irregulares: o último desabamento ocorreu em 9 de julho de 2008. Os anteriores em 13 de Março de 2006, dois anos após o desabamento ocorrido em 2004, sendo que o anterior ocorreu somente 16 anos antes, em fevereiro de 1988. Os turistas podem observar o fenômeno a 200 metros de distância, em instalações especialmente construídas para este fim. Este último desabamento foi presenciado por cerca de vinte felizardos.

Ele é um dos poucos glaciares que se mantêm estáveis, sem encolher por conta do aquecimento global.

Foto de 2006 mostra rompimento de placa de gelo em Perito Moreno. Evento ocorreu novamente nesta sexta-feira (2) (Foto: Reuters / Andres Arce ) globo.com

Passei a acompanhar o fenômeno. Vi alguns vídeos no youtube das rupturas anteriores e realmente é um espetáculo. Os noticiários seguiam a cobertura ao vivo. A ruptura total aconteceu no dia 04/03/2011…sem NENHUM registro de câmeras.

“Ocorreu as 4 da manhã e o estrondo foi muito forte. Chovia muito e não havia ninguém no mirante. Só os companheiros do parque, que também não viram de perto (…) ” contou Carlos Corvalán, prefeito do Parque Nacional.

E qual é a parte supostamente brega do post? Bem, não pude deixar de fazer uma analogia.

Tudo está em constante movimento. As mudanças fazem parte. Nada é para sempre. As geleiras se desfazem, as pessoas mudam e quanto a isso não há nada que podemos fazer. É natural, faz parte da vida e é um ciclo que termina. E outro se inicia (especialistas dizem que é bem provável que no fim do ano o glaciar volte a se fechar).

E além disso tudo acontece quando menos esperamos (veja o caso dos telespectadores, que como eu, passaram horas acompanhando pela tv e tudo aconteceu na calada da noite). Portanto, aceite! Aceite aquilo que não pode mudar, mesmo que tenha dado o seu melhor.

Há um dizer bem famoso: “de me a sabedoria para mudar as coisas que eu posso mudar;paciência para aceitar as coisas que eu não posso mudar e discernimento para saber a diferença.”

Julgamentos, ou não, a parte achei que era a forma ideal de começar oficialmente o ano no blog.

Espero que continuem acompanhando o Pindalolas. 2012 promete! Já consegui realizar um desejo de longa data: fomos ao Café San Juan! (mas como minha foto com o chef “Lele” não salvou na máquina, terei que prestigiá-lo mais uma vez…EBAAAA !!!  então o post vai demorar um pouquinho, mas desde já SUPER recomendo!)

Um beijo e um ótimo 2012 a todos!

Anúncios