Paixão nacional

 

Chocotorta! Paixão nacional dos argentinos. Está presente em todas as comemorações em família, aniversários, festas da empresa, festinhas de crianças, sobremesa clássica em todos os restaurantes da Argentina.

A verdade é que não precisa de nenhum motivo para fazê-la!

Convenci vocês de que não precisa nenhum motivo para fazer uma Chocotorta?

A chocotorta foi criada há 30 anos por Marité Mabragaña, uma publicitária que tinha como clientes marcas como Mendricim (pra quem não conhece é uma espécie de cream cheese) e Bagley (nome na época das Chocolinas, que é um biscoito de chocolate). Em um momento de criatividade (quem nunca se sentiu um chef de cozinha?), resolveu juntar esses ingredientes e acrescentar doce de leite a receita. Nascia aí o doce que ficou famoso por não precisar ir no forno, que pode ser feito por crianças e por aquelas pessoas que não tem tanta intimidade com a cozinha…

Ficou curioso e quer tentar em casa? Segue aqui e receita original:

  • Molhar o biscoito de chocolate (que não seja recheado) em vinho do Porto e fazer uma camada em um recipiente.
  • Misturar doce de leite com cream cheese (mais ou menos 500g de doce de leite para 320g de cream cheese).
  • Alternar camadas de biscoito com camadas do creme de doce de leite.

Coloque na geladeira e pronto! Caso não queira usar vinho do Porto, pode substituir por um leite achocolatado.

Caso esteja por aqui, pode experimentar algumas das opções listadas pelo Planeta Joy como “as melhores chocotortas de Buenos Aires”:

* Para gulosos: Ravello – Honduras 5906, Palermo Hollywood.

Segundo o guia esta é bem generosa, com muito recheio!

* Para pessoas cool: MirandaCosta Rica 5602, Palermo Hollywood.

Essa tem merengue, menta e círculos de chocolate.

* Para detalhistas e exigentes: Dale Perejil al Toro – Estado de Israel 4483, Villa Crespo.

Vem sobre um molho de doce de leite e com um pouco a mais de doce de leite em um copo para que cada pessoa controle o nível de umidade que quer na torta.

* Para inovadores: De Olivas i Lustres – Gorriti 3972, Palermo.

Aqui oferecem uma sopa fria de chocotorta que é uma combinação líquida de doce de leite, queijo branco, café, Bailey´s e um toque de azeite de oliva, com pedaços de biscoito ensopado.

* Para nostálgicos: Pequeña Sociedad – Manuela Pedraza 2311, Nuñez.

Segundo o guia, esta versão remete a infância já que os biscoitos são banhados em Nesquick.

Para perfeccionistas: Salgado Alimentos – Ramirez de Velasco 401, Villa Crespo.

Aqui dou a minha opinião porque já provei: deliciosa! Úmida e doce na medida certa! Vem com uma cobertura de chocolate ralado…prove! Veja mais sobre o Salgado Alimentos aqui!

* Para pessoas amigáveis: Tea Connection – Uriburu 1597, Recoleta.

Três camadas de biscoito, um dedo alto de recheio, cobertura de cacau e 24 horas de geladeira.

Nunca comi, mas pelo que provei do restaurante (post em breve) deve ser incrível!

* Para argentinos nacionalistas: Fernet – Juan Bautista de Lasalle 447, San Isidro.

Para dividir. Os biscoitos não são banhados. Simplesmente absorvem a umidade da mistura de doce de leite e cream cheese.
Reportagem no Clarín sobre a origem da chocotorta: http://migre.me/936Cw

Ranking das melhores chocotortas no Planeta Joy: http://migre.me/936Xu


Anúncios