Volte a ser criança no Zoo Buenos Aires!

Zoológico!

“Post sobre zoológico?”, você pode estar se perguntando. Sim! A Argentina tem zoológicos que valem o passeio e agradam crianças e marmanjos (conheço alguns que não trocam esse programa por nada! ).

O mais famoso é o de Lujan no qual você pode fazer carinho em filhotes de tigres, tirar fotos com eles e o que mais sua coragem permitir! Ainda não tivemos a oportunidade (ou seria coragem) de conhecer, mas vontade não falta! Fica mais afastado do burburinho de Buenos Aires mas dizem que vale a pena! (assim que tivermos uma opinião, coloco aqui).

Existe um chamado Temaiken e nossa experiência foi desastrosa (por isso não costumamos indicar).

O outro é o Zoo Buenos Aires que fica do lado do Jardín Botánico em Palermo. E esse sim adoramos!

Alguns animais ficam soltos, circulando pelo local. Mas calma! São indefesos patinhos e esse outro (da foto aqui abaixo) que nunca soubemos identificar o que é: uma mistura de cachorro, coelho, paca (se alguém identificar, me conta o que é!).

Ao comprar as entradas você pode optar pelo chamado “Pasaporte Ahorro” (que inclui todas as atrações do zoológico: passeio de barco, aquário, selva subtropical, aviário e reptilário) ou pela entrada “General” (que não inclui nenhuma atração; mas se optar, pode pagar as atrações eleitas a parte).

Logo na entrada fica a parte do Aquário. O legal dessa parte é poder ver as focas, leões marinhos e pinguins.

Aproveitando o solzinho…

Aconselho a escolher dias não tão frios para o passeio. Digo isso porque os animais ficam todos esticados no sol, não se movimentam e você só conseguirá fotos preguiçosas. Quer um exemplo?

Urso Polar em seu momento preguiça…

Já fomos umas 5 vezes ao zoológico. Só consegui uma foto do leão de pé, na quarta visita. Então, nada de se decepcionar se a majestade estiver esparramada na grama.

Tentativa 1, 2 e 3!

Mas o grande astro do local é o tigre branco. Várias pessoas apertadas em frente ao vidro (sim, vidro! Nada de grades e vários metros de distância. O tigre está separado do público por uma parede de vidro!) para tirar uma foto.

Até agora parece um zoo normal,né? Sem nenhuma atração que chame a atenção? A grande sensação do local é: é possível comprar comida para alimentar alguns animais. Alguns deles comem diretamente na mão. São muito tranquilos, sem preocupações, as crianças (e adultos também) enlouquecem!

Baldes e sacolas com comidas autorizadas pelos veterinários (preços: setembro 2011)

Mas isso é permitido somente para alguns animais (geralmente os de pequeno porte). Girafas, elefantes, felinos estão fora da lista. Além disso, somente a comida vendida nas barraquinhas dentro do zoológico, é autorizada.

O lugar é super cuidado, obviamente é bem mais cheio nos fins de semana, algumas pessoas levam a própria comida para almoçar nas mesinhas que existem no local. Também há uma lanchonete com o básico: hamburguesa con papa frita (hambúrguer com batata frita) ou super pancho (cachorro quente).

Recomendamos o passeio, dá para se divertir muito!

Pra quem ficou curioso:

Zoo Buenos Aires – Av. Las Heras e Av. Sarmiento (Plaza Italia).

Para quem for de metrô, é só descer na estação Plaza Italia (linea D do metrô).

Horários: De terça a domingo de 10 a 17:00. Fecha as 18:00 horas (durante as férias, funciona todos os dias).

Preços (julho de 2012): Pasaporte Ahorro- $47

General: $30

Atrações pagas a parte: $15 cada uma.

Menores de 12 anos entram de graça (necessário apresentar documento).

http://www.zoobuenosaires.com.ar/

Nota: de acordo com o leitor Gustavo, o animal que não sabíamos qual era é uma Mara ou Lebre patagônica. Gracias Gustavo!

Anúncios