Receitas argentinas: Flan sem doce de leite, não é flan!

Flan!

Delicioso, cremoso, uma das perdições gastronômicas argentinas.

Presente em 10 entre 10 restaurantes, a sobremesa é preparada aqui de uma forma um pouco diferente da que estamos acostumados no Brasil. Porque? Bom, aqui o leite condensado é escasso. Quase não o utilizam, nos supermercados fica espremidinho em uma estante, isso quando o encontramos. Então o pudim daqui não é preparado com leite condensado (como no Brasil) e sim com uma grande (e quando eu digo grande, é realmente grande) quantidade de ovos.

Além disso, como é menos doce, costuma ser acompanhado por uma generosa porção do incrível doce de leite. Pode parecer estranho, enjoativo, mas juro que combina perfeitamente. Em nossa primeira prova do “flan a la Argentina”, pedimos sem o doce de leite. O garçom ficou ofendidíssimo e insistiu que flan sem doce de leite, não é flan! E devo confessar que hoje afirmo que sim, isso é verdade!

Não se assustem com as quantidades dos ingredientes. É uma receita tradicional da Doña Petrona (a Dona Benta argentina).

Flan casero

12 ovos (sim, você leu direito)

350 g de açúcar

750 ml de leite

Essência de baunilha

Caramelo

1 xícara (chá) de açúcar

1/2 xícara (chá) de água

Caramelo

Misturar o açúcar e a água em um recipiente (de vidro) e levar ao microondas por mais ou menos 8 minutos. O tempo depende muito da potência do microondas, portanto observe se a calda está caramelizando aos poucos (coloque uns minutinhos, pare, observe). Assim que começar a formar a calda, retire do microondas.

Se preferir a versão tradicional no fogão:

  • 3 xícaras de açúcar
  • 1 xícara de água

Leve o açúcar a fogo baixo (em uma panela não muito pequena), mexendo sempre. Cuidado para não queimar! Apague o fogo e acrescente aos poucos (sem parar de mexer!) a água. Misture bem, acenda o fogo novamente e deixe por mais 1 minuto (não pode parar de mexer!).

Colocar em um molde de alumínio do formato desejado (molde para flan ou porções individuais).

Flan

Quebrar os ovos em uma vasilha. Misturar (sem bater!), com um batedor de arame (só para misturar clara e gema) e adicionar o açúcar (obs: na receita diz para “adicionar o açúcar como se fosse uma chuva”. Argentinos, sempre poéticos!).

Adicionar o leite, pouco a pouco, misturando constantemente.

Adicionar essência de baunilha a gosto.

Colocar essa mistura no molde com o caramelo (preparado anteriormente). Levar ao forno (forno suave, mais ou menos de 100°C a 180°C) e cozinhar em banho-maria por 40 minutos.

Retirar do fogo e deixar esfriar a temperatura ambiente.
Colocar na geladeira por pelo menos 6 horas e então desenformar.

Autor: Narda Lepes

Rendimento: 8 porções

Façam e comam com doce de leite (mineiro pra quem tem e pra quem não tem, tá valendo o da panela de pressão mesmo!)

Veja a receita oficial aqui.

Anúncios