“Me muero!”: a arte de falar no superlativo!

Semana passada vi o post da Gisele, do Aquí me Quedo sobre a propaganda da Coca-Cola de como falar portuguesinho (veja aqui). É bem engraçada (olha a força do hábito, já ia colocar engraçadinha!) e uma ótima sacada. Afinal de contas, nós falamos muito no diminutivo! Tenho uma amiga que conta que a mãe sempre oferece uma comidinha (pãozinho, massinha, bolinho) porque assim parece mais apetitoso!

Daí comecei a pensar: “Nós falamos no diminutivo e os argentinos no superlativo!”. É até engraçado: involuntariamente passo as palavras pro “ito” (usado para diminutivo em espanhol) e eles sempre respondem com alguma coisa bem exagerada. Veja alguns exemplos:

* Diosa: Você dificilmente é linda. Na maioria das vezes você está uma deusa ! Daí você sai se sentindo a própria Gisele!

Outro exemplo: quando você ajuda alguém com alguma coisa, responde uma dúvida, resolve um problema pra pessoa, você é um “genio/genia”!

Ai obrigada! São seus olhos!

* Todos os “azos” e “azas” : Exemplo: tirou uma foto boa, daquelas de fazer sucesso no Instagram? Então é uma fotaza! Viu um cara bonito? Ele é um bombonazo!

 

* Me muero! : adeptos ao diminutivo, diríamos “Ai que fofinho (bonitinho)!” Aqui reina o “Ay, me muero!!!!”. Pode ser usado tanto para ataques de fofurice como para situações tipo “não acredito!”. Os mais intensos ainda adicionam um “muerto” no final. Exemplo: “Ay no, me muero muerto!”

Ay que amor! Me muero!!!

* Me lo como a besos! : parece drástico, mas na verdade quer dizer “te encheria de beijos!”. Sim, intenso! Felícia do Looney Tunes manda lembranças.

* Lo parto en mil! : se diz quando uma pessoa é muito bonita.

Precisa de legenda para explicar o exemplo?

* Diluvio: é muito comum ouvir na rádio ou ver na tv o aviso de “alerta por diluvio”. Não, o mundo não vai acabar! Não Noé não vai voltar com a arca. É simplesmente o anúncio de chuvas um pouco mais fortes.

Fonte: Pinterest

Lembram de algum outro exemplo? Contem pra gente!

Anúncios